"> dentista – Familiari Odontologia

Atendimento : Segunda à sexta das 8h ao 12h das 13h30 às 18h
  Contato : 44 3524-1282 | 9845-5958

All Posts Tagged: dentista

DTM: como lidar com a dor e ter qualidade de vida?

O cirurgião dentista capacitado possui técnicas específicas e tratamentos adequados para quem sofre de Disfunção Temporomandibular

Você sabia que por trás de sintomas como dores de cabeças frequentes, dificuldade de mastigar ou até mesmo dores no ouvido pode estar a Disfunção Temporomandibular (DTM)? Quem sofre de DTM convive com o desconforto  e é o cirurgião dentista que possui as técnicas específicas e tratamentos adequados.

O Dr. Carlos Mecca, Mestre e Especialista em Cirurgia e Traumatologia-Buco-Maxilofacial e Pós-Graduado em DTM e Dor Orofacial, explica que como a DTM não se restringe apenas à boca, é comum que o paciente recorra a outros profissionais. “O paciente que tem DTM até chegar ao consultório odontológico já passou por diversos profissionais de saúde, porque sente dores que, num primeiro momento, não são associados à saúde bucal, como : dores de cabeças intensas, dores no pescoço e no ouvido, dificuldade para abrir e fechar a boca ou ainda ouvir barulhos ao fazer esse movimento”, detalha.

Mecca afirma que quem sente dores no maxilar, dificuldade durante a mastigação e estalos ou travamentos na mandíbula, deve ficar atento e buscar ajuda profissional qualificada. “São sintomas que deixam a vida da pessoa desconfortável e as dores causadas pela DTM podem levar a casos mais extremos, como o deslocamento da mandíbula, que gera muita dor ao paciente”, destaca.

Outros fatores que também estão associados à DTM são o estresse e a ansiedade, que alteram a contração da musculatura mastigatória. Segundo Dr. Carlos, há pacientes que sentem e convivem com dor, por causa da DTM, há anos. “Quando a dor é crônica afeta diretamente a qualidade de vida do paciente e a odontologia pode auxiliar nesse processo, evitando que a pessoa sinta tanto incomodo, com os tratamentos mais adequados, possibilitando a melhora da saúde do paciente, vivendo com mais conforto e bem-estar”.

A principal forma de diagnosticar o problema é por meio de uma consulta, na qual o cirurgião dentista vai investigar caso a caso a queixa do paciente, realizando exames clínicos, além de exames complementares, quando necessário. Após a constatação da DTM, o cirurgião dentista vai indicar o melhor caminho para cuidar do problema.

Leia mais

Especial Dia dos Avós: como garantir a saúde bucal na terceira idade?

O segredo para ter dentes saudáveis na terceira idade é fazer consultas periódicas com seu dentista (para exames completos e limpeza) e escovar os dentes pelo menos três vezes ao dia, sem esquecer de usar o fio dental pelo menos uma vez ao dia.

De acordo com o cirurgião dentista da Familiari Odontologia, Dr. Carlos Mecca, a queixa mais comum de pessoas com mais idade, é o incomodo com a dentadura e/ou a ausência dos dentes. Dr. Carlos afirma que a ausência parcial ou total de dentes leva a uma redução na capacidade mastigatória: “Pois o paciente evita alimentos consistentes e fibrosos, deixando de ingerir nutrientes essenciais para a boa qualidade da sua dieta e que contribuem para exacerbar os problemas sistêmicos que, por sua idade, já possa estar apresentando”, aponta.

A solução para esse problema é o implante dentário, que melhora a estética e, principalmente, a função, podendo o paciente mastigar os alimentos com segurança e precisão. “Hoje, a Odontologia permite ao indivíduo desfrutar de um envelhecimento com boa qualidade de vida física, social e psicológica”, destaca.

Segundo o dentista, não há contraindicação para o uso de implantes em idosos. “A expectativa de vida das pessoas aumentou, então, é comum que pessoas acima de 60 anos se submetam ao implante dentário para viver uma vida melhor, com autoestima e satisfação ao se alimentarem, sem reservas ao sorrirem”, garante.

Abaixo, o Dr. Carlos listou mais alguns problemas comuns na terceira idade. Confira:

– cáries e os problemas com a raiz dos dentes

– sensibilidade: com o passar do tempo é normal haver retração gengival que expõe áreas do dente que não estão protegidas pelo esmalte dental. Estas áreas podem ser particularmente doloridas quando atingidas por alimentos e bebidas quentes ou frias.

– boca seca: este problema pode ser causado por medicamentos ou por distúrbios da saúde. Se não tratado, pode prejudicar seus dentes. Seu dentista pode recomendar vários métodos para manter sua boca mais úmida, como tratamentos ou remédios adequados para evitar a boca seca.

– gengivite: especialmente em pessoas de mais de 40 anos, como as doenças gengivais são reversíveis em seus primeiros estágios, é importante diagnosticá-las o mais cedo possível.

– doença periodontal, câncer bucal, problemas oclusais.

Converse com seu dentista sobre quaisquer problemas de saúde para que ele possa ter uma visão completa da situação e para que possa ajudar você de forma mais específica.

Leia mais

Saúde Bucal: já fez seu check-up?

A prevenção é a melhor maneira de cuidar do seu sorriso e da saúde da sua boca. O ano de 2017 já está na metade, e você já fez seu check-up e agendou consulta com o seu dentista?

A Familiari Odontologia conta com profissionais especializados para os cuidados com a sua saúde bucal, além de oferecer o Check-up Digital, uma avaliação preventiva que se faz por uma câmera intra-oral de alta definição capaz de aumentar em até 60 vezes o tamanho do dente. Para o diretor clínico da Familiari, o cirurgião denstista, Dr. Carlos Mecca, o Check-up Digital facilita a avaliação da saúde da boca do paciente.  “Obtemos imagens bem ampliadas, dessa maneira a avaliação é feita com precisão, consegue-se ver detalhadamente um dente, verificar o início de uma infiltração ou detectar uma cárie que ainda não poderia ser vista a olho nu, por exemplo”, explica.

Segundo o dentista, o Check-up Digital e a frequência no dentista a cada 06 meses evita problemas e complicações futuras. “Quando realizado periodicamente, o check-up é capaz de detectar um problema logo no início, o que influencia no processo de recuperação. E o tratamento acontece de forma precoce, sem traumas, com custo mais baixo e a saúde é mantida sob controle”, ressalta.

O resultado do Check-up Digital sai na hora mesmo e o paciente pode acompanhar todo o procedimento que é feito pelo dentista, porque as imagens são transmitidas para uma TV, que fica na sua frente, onde ele pode ver o que está acontecendo e o que está sendo avaliado. Exames clínicos e radiológicos também são realizados durante o Check- up Digital.

 

Leia mais

Mês da Mulher: Harmonização Facial

Toxina Botulínica, Preenchimento de rugas e lábios, Lipoescultura de Papada (não cirúrgica), Lifiting Facial com fios de sustentação, Mesolifiting e Bichectomia são as novas técnicas em Harmonização Facial oferecidas na Familiari Odontologia e Bem-Estar Bucal.

No mês de Março, mês dedicado às mulheres, a Familiari Odontologia vai divulgar e intensificar as informações a respeito desses procedimentos muito procurados pelo público feminino. “Queremos atualizar as mulheres sobre o assunto, já que são as que mais se interessam pela área. Assim, elas podem tirar dúvidas, estudar e analisar cada procedimento, antes de o realizarem”, afirma o cirurgião dentista, especialista e mestre em Buco-Maxilo-Facial, Dr. Carlos Mecca, diretor clínico da Familiari Odontologia.

Segundo o Dr. Carlos, é fundamental que se busque conhecimento a respeito da Harmonização Facial, a nova área da atuação da Odontologia. “Existem muitas dúvidas, principalmente, a respeito do profissional que é capacitado para realizar os tratamentos, por isso sempre indicamos que a pessoa interessada pesquise sobre o assunto e converse com um profissional especializado”, enfatiza.

Além de procedimentos clássicos como clareamentos, implantes, aparelhos ortodônticos e lentes de contato, os procedimentos que integram a Harmonização facial são:

Toxina Botulínica

Na Harmonização Facial é um procedimento que visa um equilíbrio funcional muscular que traz um ganho estético, é pouco invasivo, muito seguro e muito eficaz na harmonização do sorriso e do rosto.

 

Preenchimento de rugas e lábios

É uma importante substância utilizada na Harmonização Facial, tanto para o preenchimento labial como para a correção de marcas de expressão que a Toxina Botulínica não consegue corrigir, como o “bigode Chinês”.

 

Lipoescultura de Papada (não cirúrgica)

Retira o queixo duplo, que prejudica o contorno da face, produzindo um aspecto de envelhecimento e sobrepeso. Trata-se de uma opção rápida e segura, sem necessidade de cortes e afins.

Lifiting Facial com fios de sustentação

Um tratamento que promove a restauração facial: devolve o volume às maças do rosto, ergue a sobrancelha, ameniza as marcas como o sulco nasogeniano, sorriso invertido e flacidez na região do pescoço.

Mesolifiting

Devolve a pele os componentes básicos que vão se perdendo com o passar do tempo, combatendo: a flacidez, o envelhecimento, também atenuar as rugas e as pigmentações. Essa técnica garante uma melhoria notável na firmeza dos tecidos e contorno facial, melhoria da qualidade da pele e diminuição de rugas e manchas.

Bichectomia

Tem por objetivo a redução do volume das bochechas a partir da remoção de uma gordura chamada Gordura de Bichat, sendo que a remoção desta gordura das bochechas pode gerar um beneficio funcional para aquelas pessoas que costumam morder muito as bochechas e um benefício estético para aquelas pessoas tem o rosto mais gordinho.

Para mais informações, agende uma consulta personalizada, clique aqui. 

Leia mais

Cirurgia ortognática: qual a indicação?

A técnica é conhecida por mudar o rosto do paciente, alterando a posição do maxilar, queixo e gengiva

Queixos desproporcionais e gengivas muito aparentes são algumas das características de pacientes que necessitam de cirurgia ortognática. Conhecida por transformar o rosto das pessoas, famosos como a atriz Ingrid Guimarães já se sujeitaram à técnica, buscando não somente a melhora da estética, como também das funções mastigatórias e respiratórias.

O cirurgião dentista, Dr. Carlos Mecca, diretor clínico da Familiari Odontologia e Bem-Estar Bucal, explica que as pessoas que fazem a ortognática têm alterações de crescimento ósseo dos maxilares, que causam deformidade na face e alterações na mordida. “Essa deformidade pode ou não provocar dores na musculatura ou nas articulações e causar problemas na respiração, quando a pessoa respira pela boca. Além é claro de impedir uma mastigação adequada, visto que não se consegue morder direito”, ressalta.

Segundo o dentista, devido aos benefícios e às mudanças que provoca, a cirurgia é conhecida por mudar a vida de quem a faz. “Estamos falando de pessoas que passam anos sem morder direito, que sofrem para respirar adequadamente e que, muitas vezes, passam por situações constrangedoras por causa da aparência. Então, quando o paciente se submete à ortognática, não muda apenas a sua fisionomia e suas funções mastigatórias e respiratórias, muda a sua vida por completo, principalmente na questão do relacionamento com as pessoas”, afirma.

Função, estabilidade do resultado e melhora estética são os resultados da cirurgia ortognática, que deve ser feita após a puberdade, quando os maxilares já se desenvolveram completamente. O tratamento também inclui o uso de aparelho ortodôntico antes da cirurgia.

 

Leia mais

Aparelho ortodôntico: sorriso bonito e saudável

Grande parte da população sofre com o desalinhamento dos dentes ou mesmo com os espaços indesejados entre um dente e outro. Problemas como esse não afetam apenas a questão estética do sorriso, mas, principalmente, a saúde bucal, prejudicando as funções mastigatórias.

O diretor clínico da Familiari Odontologia, o cirurgião dentista, Carlos Mecca, explica que a má oclusão (mordida errada), dentes desalinhados e arcadas que não se encaixam devidamente são problemas comuns, que afetam desde as crianças até os adultos. “São fatores que podem ser hereditários ou serem resultados de chupar o dedo, chupeta, perda prematura de um dente ou mesmo a causa de um acidente”, avalia.

O dentista atenta para a importância de um tratamento ortodôntico nos casos citados. “Essas situações costumam dificultar a higiene bucal diária, facilitando o aparecimento de cáries, assim como uma mordida incorreta influencia na mastigação e na fala, o que pode causar um desgaste anormal ao esmalte do dente e levar a problemas com as arcadas”, explica.

Dr. Carlos lembra que quanto antes se inicia o uso do aparelho, mas tranquilo pode ser o tratamento. “A ortodontia pode ser iniciada ainda na infância, quando os pais percebem que há um desalinhamento nos dentes, por exemplo. Os adultos também podem e devem usar aparelho quando há necessidade, tudo depende da avaliação do cirurgião dentista, pois esse profissional vai indicar a melhor solução para o paciente”, destaca.

Existem diversos aparelhos ortodônticos com diferentes finalidades, como: o aparelho fixo composto por brackets de metal, o aparelho estético de cerâmica, o móvel, entre outros. Mecca salienta que após o tratamento é evidente a melhora. “A Odontologia tem recursos que deixam o sorriso da pessoa como ela deseja, além de acabar com problemas relacionados à mastigação e fala”, afirma.

Segundo o dentista, hoje há facilidades para os tratamentos ortodônticos. “Na Familiari Odontologia trabalhamos com planos acessíveis, englobando o aparelho e a manutenção, além de contar com profissionais especializados para atender crianças e adultos”.

A clínica Familiari oferece avaliações gratuitas e personalizadas.  Os agendamentos podem ser feitos pelo site (www.familiariodontologia.com), ou telefones: (44) 3524-1282 ou 9845-5958. A clínica atente também por convênios como Fundação Copel; Fundação Sanepar e APP – Sindicato.

Leia mais

Restauração: quando fazê-la?

A maioria das pessoas tem dúvida quanto à restauração, que é um procedimento da área da odontologia que engloba os tratamentos para cáries ou traumas. A restauração, obturação ou denstística restauradora é indicada para acabar com a cárie e com a dor de dente, em determinados casos. Trata-se da reconstrução do dente, no qual são utilizados materiais como a resina, que é da cor do dente, ou o amálgama que é de cor prateada.

O diretor clínico da Familiari Odontologia, o cirurgião dentista, Dr. Carlos Mecca, explica que se faz a limpeza de toda a zona cariada, antes da restauração. “Essa limpeza é feita com um aparelho próprio e, após, coloca-se resina, ou amálgama, uma massinha de cor branca, ou cinzenta por cima do dente para cobrir a região. Por fim, o dente é polido, dando o acabamento final do material restaurador. Isso evita o surgimento de novas cáries no mesmo local”.

Segundo o dentista, a restauração deve ser feita mediante a avaliação, sendo importante para: eliminar cáries, evitar dor de dente, recuperar o formato dos dentes e melhorar a aparência. Dr. Carlos alerta que o não tratamento da cárie pode levar ao comprometimento dos tecidos dentários e provocar diversas adversidades. “A pessoa pode ter dores cada vez mais frequentes e intensas e, como, consequência, a necessidade de tratamento de canal, que é um tratamento mais invasivo. Há muitos casos de ocorrer até mesmo a perda do dente”, ressalta.

O dentista lembra que para quem já tem restaurações é fundamental a reavaliação a cada 06 meses. “O dente restaurado é sempre mais vulnerável que o dente íntegro, por isso a necessidade de verificar como estão as restaurações, mantendo visitas constantemente ao consultório odontológico”, afirma.

Leia mais

O bem-estar do seu sorriso

tratamento

Garantir o bem-estar e a qualidade de vida fazem parte da odontologia. O cuidado com o sorriso vai além da estética, por isso que as visitas ao dentista, regularmente, impedem que bactérias e fungos atinjam os demais órgãos do corpo humano, assim como prejudiquem dentes, línguas e gengiva. A Familiari Odontologia e Bem-Estar Bucal oferece em Campo Mourão atendimento em todas as possíveis áreas odontológicas. Localizada na Avenida Irmãos Pereira, n. 1991, a clínica possui ampla estrutura, oferecendo aos seus clientes o que há de mais moderno no mercado.

A clínica conta com quatro profissionais em diferentes especialidades, abrangendo: implantes, lentes de contato, tratamentos na área de pediatria, ortodontia (aparelho),  tratamento de canal, restauração, clareamento, prótese dentária, cirurgia do siso e cirugia buco-maxilo facial. Para o diretor clínico da Familiari Odontologia, o cirurgião dentista Dr. Carlos Mecca, o intuito de oferecer diversos serviços no mesmo espaço é a comodidade dos pacientes. “O nosso objetivo é facilitar a vida das pessoas, por isso, aqui o cliente vai encontrar tudo o que precisa para a sua saúde bucal”, destaca.

Entre as novidades da clínica, está o tratamento de implantes dentários em até três dias. O procedimento, além de rápido, não causa dor ao paciente, devolvendo à pessoa a possibilidade de mastigar novamente sem o uso de dentaduras. Além disso, o paciente poderá voltar a sorrir, melhorando a sua autoestima. “É importante para a saúde! Pesquisas apontam que o sorriso é primeira impressão que uma pessoa pode deixar. É como se o sorriso fosse um cartão de visitas”, observa Mecca.

Dentre os tratamentos mais procurados da clínica, as lentes de contato são o destaque. Trata-se de uma tendência no mercado odontológico.  “Muitas pessoas querem melhorar o sorriso e estas lentes proporcionam isso de uma maneira muito eficaz”, afirma Dr. Carlos. Segundo o cirurgião dentista, as lentes são como “capinhas em porcelana” que revestem os dentes, possibilitando um branco muito mais intenso e mudanças importantes na estética dentária, em um período de até uma semana.

A paciente Chirley Moura foi uma das pessoas que procurou a Familiari em busca das lentes de contato. Ela queria renovar o sorriso, garantindo mais beleza e qualidade de vida. Seu sorriso estava com os dentes desgastados e numa tonalidade que não a agradava. “Fizemos um trabalho notório na Chirley, seu sorriso hoje tem a estética que ela deseja e sem preocupações com sua saúde bucal”, garante Mecca. Para a paciente, seu novo sorriso é garantia de muitas risadas. “Hoje sorrio sem medo! Recomendo a Familiari Odontologia, porque os profissionais são capacitados”, afirma.

Cuidados diários

Para manter a saúde bucal, com dentes e gengivas saudáveis, são necessários cuidados diários em casa e as visitas a cada 06 meses ao dentista. Dr. Carlos lembra que a boca não está isolada do restante do corpo. “A boca precisa sempre ser higienizada para manter o controle do organismo. Caso contrário, a pessoa pode estar sujeita até mesmo problemas cardíacos (endocardite bacteriana) ou septicemia, o espalhamento de bactérias pelo corpo. Por isso, a necessidade de muita atenção com a nossa saúde bucal”, alerta.

Mau hálito, dentes desalinhados, coceiras ou mudanças de coloração da gengiva podem ser sinais de que o corpo não está em equilíbrio. A busca pelo profissional da odontologia deve ocorrer antes desses sintomas. “O check-up odontológico é coisa séria. Com ele é possível evitar o surgimento de complicações bucais e manter o sorriso sempre saudável. Nestas consultas preventivas conseguimos rapidamente diagnosticar a presença de doença instalada. Além de ficar mais fácil corrigir o problema, pode evitar gastos maiores ao paciente, isso sem falar que o tratamento tardio pode muitas vezes não ter o efeito esperado na reparação dos danos”, frisa.

Para interessados, a clínica Familiari oferece avaliações gratuitas e personalizadas.  Os agendamentos podem ser feitos pelo site  ou telefones: (44) 3524-1282 ou 9845-5958. A clínica atente também por convênios como Dental Uni; Fundação Copel; Fundação Sanepar e APP – Sindicato.

 

 

Leia mais

Familiari na revista Estação

A Familiari Odontologia e Bem-Estar Bucal é capa da revista Estação, deste mês de março, que circula na cidade de Campo Mourão. Na revista, o diretor clínico, cirurgião dentista, Carlos Mecca, explica como funcionam as lentes de contatos e o implante dentário, apresentando o caso da paciente Chirley Moura.

Na entrevista, o dentista fala como ocorre o tratamento e os benefícios que o mesmo traz a quem o realiza. Dr. Carlos também alerta para as visitas constantes ao consultório odontológico, que impedem possíveis problemas bucais, garantindo mais qualidade de vida às pessoas. Em breve, a matéria da revista, com o depoimento da paciente, será postada no site. A revista já está em circulação pela cidade, em locais públicos.

Leia mais

Mulheres: saúde bucal diferenciada e cuidados específicos

Da adolescência até a fase mais madura é necessário atenção à boca feminina

Você sabia que a saúde bucal feminina requer alguns cuidados específicos em diferentes fases da vida de uma mulher? Inflamações gengivais, doença periodontal e o desgaste natural dos dentes são alguns dos problemas bucais que as mulheres sofrem, com mais frequência, devido aos hormônios.
O diretor clínico da Familiari Odontologia, cirurgião dentista Dr. Carlos Mecca, explica que o acompanhamento específico e diferenciado da mulher deve acontecer já na adolescência. “É quando ocorrem as alterações hormonais, como maior produção de estrógeno e progesterona. Essa produção de hormônio pode ter como consequência à inflamação da gengiva”, alerta.
Quando isso acontece, Dr. Carlos diz que é preciso um controle da placa bacteriana, a fim de evitar possíveis quadros de gengivite. Nesta etapa, devido à maior sensibilidade, a jovem pode, muitas vezes, abandonar os hábitos de escovação e uso de fio dental, necessitando de uma orientação personalizada, além de limpezas periódicas no consultório.
Na fase adulta, durante o período menstrual, algumas mulheres têm tendência à hiperplasia gengival, que é o aumento e inchaço da gengiva. “Isso acontece por causa do papel estimulante da progesterona na produção de prostaglandinas, que têm ação na resposta do corpo às inflamações”, explica o dentista. Caso não tratado, a hiperplasia gengival pode desenvolver uma doença periodontal e perda dos dentes. “Daí a necessidade de visitas constante ao dentista. A maior parte das mulheres são disciplinadas e preventivas, o que colabora para que casos assim não evoluam”, destaca.
Já, na gravidez, é comum de ocorrer a gengivite gravídica, e, dependendo do caso, pode evoluir para um tumor gengival. Nesse período, os dentes e as gengivas acabam por ficar mais frágeis do que o normal, pois há uma série de alterações hormonais e físicas. É comum a gengiva sangrar com mais facilidade, e também acontecer o surgimento de cáries.
Na fase mais madura, após a menopausa, são comuns as queixas de boca seca, sensação de queimação e ardência na boca e língua, mudanças na coloração das gengivas e alterações de paladar. “A mulher dessa idade está passando por diversas alterações no organismo, daí a necessidade de um acompanhamento odontológico mais preciso”, identifica Carlos Mecca. Além disso, há o desgaste natural dos dentes e a diminuição da densidade óssea, aumentando os riscos de perda de dentes.
As mulheres devem ficar atentas também às alterações hormonais oriundas da endometriose, ovários policísticos, problemas de tireóide, diabetes – que podem afetar diretamente a saúde bucal feminina.

Leia mais